Fumantes têm mais chance de perder dentes

Postado por em 15 de Outubro de 2015

Estudo confirma que os fumantes regulares têm um risco significativamente maior de perda de dentes. Homens fumantes  são até 3,6 vezes mais propensos a perder os dentes e as mulheres 2,5 em comparação com pessoas que não fumam.

A pesquisa, publicada no Journal of Dental Research, é faz parte de um estudo longitudinal de longo prazo da EPIC Potsdam, Alemanha realizado por pesquisadores da University of Birmingham e pelo German Institute of Human Nutrition

A perda de dentes continua a ser um importante problema de saúde pública mundial. No Reino Unido, 15% das pessoas na faixa etária dos 65-74 anos de idade e mais de 30% das pessoas com mais de 75 anos de idade são desdentado (perca todos dos dentes naturais). Globalmente, o número já chega a 30% para 6 a faixa dos 55-74 anos de idade.

O pesquisador chefe do estudo Professor Thomas Dietrich, da Universidade de Birmingham, explicou: "A maioria dos dentes são perdidos como resultado de cárie dentária ou periodontite crônica. Sabemos que o tabagismo é um forte fator de risco para periodontite, e isso explica a maior taxa de perda dentária em fumantes. "

Fumar pode mascarar o sangramento gengival, um sintoma-chave da periodontite. Como resultado, as gengivas de um fumantes podem parecer mais saudável do que realmente são.

O tabagismo pode esconder os efeitos da doença da gengiva e não deixar ver o problema até que seja muito grave . A boa notícia é que parar de fumar pode reduzir o risco rapidamente. Eventualmente , um ex-fumante teria ia o mesmo risco de perda de dentes do que alguém que nunca fumou, embora isso possa demorar mais de dez anos. "

Segundo o Dr. Kolade Oluwagbemigun, do German Institute of Human Nutrition, "A doença da gengiva e perda do dente consequente pode ser o primeiro efeito perceptível sobre a saúde de um fumante. Portanto, pode dar às pessoas a motivação para parar antes de um potencial aparecimento de risco de vida como doença pulmonar ou câncer de pulmão ".

As descobertas eram independentes de outros fatores de risco, tais como diabetes, e são baseadas em dados de 23,376 participantes que permitiu avaliar a associação entre o tabagismo, fim do tabagismo e perda de dentes em três grupos etários diferentes.

A associação entre tabagismo e perda dentária foi mais forte entre as pessoas mais jovens do que nos grupos mais velhos. Além disso, os resultados demonstram claramente que a associação é dependente da dose; fumantes inveterados tem maior risco de perder dentes do que os que fumam menos cigarros.

(Fonte: Journal of Dental Research)